Logo Nossa Ciência

Divulgação científica é o nosso negócio.

Terça, 27 de Junho de 2017

Políticas de C&T Segunda, 10 de Abril de 2017

“As universidades podem contribuir muito com boas propostas de políticas públicas”

Crédito: Divulgação

Ao assumir a Secretaria das Cidades do Estado do Ceará, o ex-reitor da UFC, Jesualdo Farias, buscará parcerias com as universidades cearenses para diferentes projetos

O ex-Reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC) de 2008 a 2015, professor Jesualdo Pereira Farias, foi nomeado e assumiu o comando da Secretaria das Cidades do Estado do Ceará. Professor titular da UFC e graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Fortaleza, com mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialização em tratamentos térmicos de ligas metálicas no Municipal Industrial Research Institute - Nagoia e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi também secretário de Educação Superior do MEC e membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, do Conselho Nacional de Educação e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

Teve ampla atuação na gestão universitária e, na UFC, já desempenhou também as funções de chefe de departamento, coordenador de curso de pós-graduação, vice-diretor de centro, diretor de centro e vice-reitor. Foi, ainda, Presidente e Vice-Presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

Com a ida do ex-Reitor para a pasta das Cidades, a expectativa é de que a interlocução entre Governo e universidades cearenses possa ser ampliada. "Inclusive, isso foi uma solicitação do Governador: ele disse que gostaria muito que houvesse forte envolvimento das universidades – e não apenas da UFC, mas da UFCA (Federal do Cariri), da Unilab (da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira) e das instituições estaduais – nas ações. Nós vamos buscar competência onde ela existir. Vamos nos cercar de profissionais qualificados para enfrentar os desafios. As universidades têm muito a contribuir", afirmou.

Em entrevista ao Nossa Ciência, o docente, contou que o objetivo será gerenciar tudo aquilo que está relacionado com questões urbanas, como resíduos sólidos, saneamento, mobilidade urbana, dentre outros aspectos, tendo-se como base a ampliação da melhoria da qualidade de vida da população dos municípios cearenses. Confira.

Nossa Ciência - Quais suas expectativas ao assumir a Secretaria das Cidades do Estado do Ceará?

Jesualdo Farias - Assumo a Secretaria das Cidades do Estado do Ceará com humildade e muito entusiasmo. Acredito no potencial das equipes técnica e administrativa, assim como dos gestores que, comigo terão a responsabilidade de enfrentar os enormes desafios de uma Secretaria que tem a responsabilidade de lidar com saneamento ambiental, considerando todas as suas dimensões, habitação de interesse social, intervenções urbanas diversas, trânsito, transportes, regularização fundiária, estudos e projetos diversos para o alcance da sustentabilidade em nossas cidades e no meio rural.

NC - Como sua experiência de reitor da UFC ajudará nessa nova função?

JF - Vamos precisar muito da UFC. A UFC é uma das melhores universidades do Brasil, com destaque internacional. Trata-se de uma instituição que abriga recursos humanos e laboratoriais de todas as áreas do conhecimento. Muitos estudos que lá são desenvolvidos nas áreas de interesse da Secretaria das Cidades poderão ser adequados para a formatação de políticas públicas e, assim acelerar a potencialização das vocações das diferentes regiões do Estado e contribuir com o desenvolvimento regional sustentável. A minha experiência como Reitor permitiu também uma aproximação com as demais instituições de educação superior do Ceará. Assim, a Universidade Estadual do Ceará (UECE), Universidade Regional do Cariri (URCA), Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Centro de Ensino de Tecnologias (CENTEC), Universidade de Fortaleza (UNIFOR), para citar apenas as Universidades, poderão também contribuir muito com boas propostas de políticas públicas para a Secretaria das Cidades.

NC - Que tipo de projetos/ações o senhor pretende realizar em parceria com as universidades?

JF - O Ceará experimentou um processo extraordinário de expansão da educação superior nos últimos 20 anos. São mais de 50 unidades espalhadas em todo o Estado, incluindo aí quatro Universidades: URCA, UVA, UFCA e UNILAB, além do CENTEC. Campus da UFC, da UECE e do Instituto Federal complementam a povoação da inteligência no mapa do Ceará para além do litoral. São centenas de mestres e doutores em diversas áreas do conhecimento, com laboratórios e disponibilidade de internet de alta velocidade proporcionada pelo cinturão digital, que constitui um potencial de recursos humanos e de infraestrutura que poderá ser utilizado para a geração de projetos focados no desenvolvimento regional. A Secretaria realizará seminários regionais com a participação de todas estas instituições para, juntamente com os gestores locais, encontrar soluções inovadoras para a redução das assimetrias regionais e para o fomento do desenvolvimento regional.

NC - Há alguma área a ser trabalhada como prioridade, num primeiro momento? Quais são suas metas?

JF - Sim. A partir de 2014, já se observa um aumento da quantidade de pessoas em situação de extrema pobreza no Ceará. É possível que o aprofundamento da crise econômica, com o PIB brasileiro acumulando uma queda de 7,2% no último biênio, tenha contribuído para este processo. Não há sinais de que este quadro nacional de recessão econômica seja revertido nos próximos dois anos. Por isso, há uma orientação do Governador Camilo Santana, de priorizarmos as ações que mitiguem as consequências nefastas do aumento da pobreza. Assim, as prioridades são: água potável, esgoto sanitário, resíduos sólidos e habitação de interesse social.

Edna Ferreira

Voltar página

Deixe seu comentário