As plantas e a ciência – parte III

terça-feira, 1 agosto 2017

Nesta última publicação da série conheça um pouco mais sobre a baunilha e a laranjeira

Na última publicação sobre as plantas que influenciaram e auxiliaram o nosso desenvolvimento vamos conhecer um pouco mais sobre duas plantas alimentícias extremamente presentes em nosso cotidiano.

Baunilha (Vanila planifolia)

Muitas pessoas se quer suspeitam que o sabor de baunilha tem sua origem em uma planta, uma orquídea proveniente do México, de onde se extrai uma vagem semelhante às vagens do feijão. Nesta vagem estão contidas as sementes, que possuem compostos voláteis de sabor e aroma inconfundíveis, sendo um dos mais importantes a vanilina. Atualmente a produção de baunilha está concentrada na ilha de Madagascar.

A maior parte dos produtos utiliza a vanilina sintética, já que a produção de vagens de baunilha é pequena em comparação a quantidade colossal de produtos “sabor baunilha” que consumimos. A primeira rota sintética de produção de vanilina foi desenvolvida a partir do óleo de cravo, utilizando o eugenol como composto de partida. Atualmente, existem diversas rotas de síntese da vanilina, sendo a rota que parte do composto guaiacol, oriundo da indústria petroquímica, a mais utilizada.

Figura 1: Síntese da vanilina(4) partindo do guaiacol(1) oriundo da indústria petroquímica.

Laranjeira (Citrus sinensis)

Um dos sucos mais comuns do mundo provém dos frutos da laranjeira, o suco de laranja. Além de gostoso é um produto de exportação importante na economia do Brasil.

Em 2013 produzimos 25% de toda a produção mundial de laranja, 47.010 mil toneladas. Somos também o maior produtor de suco de laranja do mundo, em 2015 de cada dez copos de suco bebidos no mundo seis provinham de laranjas brasileiras!

Além do suco, a laranja também possui em sua casca um óleo essencial rico em limoneno, um composto versátil, utilizado na indústria alimentícia e cosmética para dar sabor e aroma de laranja. O limoneno também possui aplicações emergentes em produtos de limpeza geral, substituto para solventes tóxicos na indústria, removedor de graxas em equipamentos industriais, entre outras.

O limoneno é um hidrocarboneto, composto formado somente por carbono e hidrogênio, e possui um odor cítrico intenso. Ele é obtido industrialmente como parte do processo de obtenção do suco de laranja. Após a remoção do suco, as cascas de laranja são transportadas para um destilador por arraste a vapor, que as expõe ao vapor d’água fervente, que extrai o limoneno, coletado após a condensação do vapor.

Nesta série de publicações vimos a importância vital das plantas para o desenvolvimento da sociedade, mostrando que por mais distantes que estejamos dos “tempos das cavernas” ainda somos dependentes de recursos naturais seja para a obtenção de material ou para a inspiração na produção de novas tecnologias, reforçando ainda mais a necessidade de preservação da natureza.

Figura 2: Fórmula estrutural do d-Limoneno

Fontes 

Gostou da coluna? Do assunto? Quer sugerir algum tema? Queremos saber sua opinião. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos e-mail (redacao@nossaciencia.com.br). Use a hashtag# HojeéDiadeCiencia 

Se você ainda não leu a coluna da semana passada, leia agora.

Os comentários estão desativados.

Site desenvolvido pela Interativa Digital