O casamento real Diversidades

segunda-feira, 4 junho 2018
Imagem: Google

O casamento interracial camufla a história violenta, colonialista e escravocrata da Inglaterra.

“Será que dentro de estruturas tão conservadoras é possível haver revolução?”, pergunta o professor Ricardo Alexino ao se referir às comemorações, inclusive de segmentos negros, do casamento de Meghan Markle com o príncipe Harry.

Ele propõe que ao se dar visibilidade à entrada de uma mulher negra num sistema de representação da supremacia branca como conquista, se deixa de criticar a matriz do sistema escravocrata que há no mundo. Ele pergunta também porque comemorar a entrada de uma negra numa família que enriqueceu com a escravização, exploração e violência contra africanos e aborígenes.

Ouça a coluna Diversidades da semana.

A coluna Diversidades é atualizada às segundas-feiras. Ouça, opine, compartilhe e curta. Use a hashtag #Diversidades. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br).

Ouça a coluna anterior: Cinema Negro

Ricardo Alexino Ferreira

Os comentários estão desativados.

Site desenvolvido pela Interativa Digital