Logo Nossa Ciência

Divulgação científica é o nosso negócio.

Terça, 22 de Agosto de 2017

Pesquisa Terça, 30 de Maio de 2017

Estudo revela o aumento de homicídios no nordeste brasileiro

Trabalho do professor José Maria Nóbrega mostra que os estados nordestinos não vêm obtendo sucesso no controle social da violência homicida

“A maior parte dos estados que compõem a região nordeste apresenta crescimento nos seus indicadores de homicídios desde, pelo menos, o início da década passada. Salvo o Estado de Pernambuco – que efetua uma política pública específica na área da Segurança Pública desde 2007 -, os estados nordestinos não vêm obtendo sucesso no controle social da violência homicida". A afirmação é do professor José Maria Pereira da Nóbrega Júnior, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) que desenvolveu um estudo sobre a questão da violência no nordeste, com foco no aumento na ocorrência de homicídios.

Os resultados do trabalho foram reunidos no "Livro Políticas de Segurança Pública". O capítulo "O Panorama dos homicídios no Nordeste brasileiro: Dinâmica, nexos causais e os desafios da gestão da segurança pública" é uma abordagem sobre a violência homicida que vem atingindo o Nordeste. O docente atua no Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG.

No capítulo do livro sobre o nordeste, o professor busca responder aos seguintes questionamentos: Qual a dinâmica dessas mortes violentas? Quais os nexos causais do crescimento dos homicídios nessa região brasileira? Qual o impacto dos indicadores socioeconômicos na violência homicida? Como as instituições coercitivas podem ser medidas em seu efeito dissuasivo na violência homicida?

Análise dos dados

O professor Nóbrega analisa os homicídios no nordeste em relação a trabalhos já publicados por ele em 2011 e 2012 e também testa as variáveis independentes que têm como base os estudos empíricos empreendidos por diversos autores de trabalhos referentes ao tema.

Há ainda no capítulo, uma seção metodológica explicativa dos processos teórico e empírico, e outras seções analisando a dinâmica dos homicídios nos estados nordestinos numa dada série temporal (2000 a 2012), analisando as relações socioeconômicas com o crime de homicídio, destacando as relações institucionais com os homicídios e, trabalhando o desafio da gestão da segurança pública brasileira.

A pesquisa do professor foi desenvolvida com a análise de dados de homicídios em séries temporais e teve como principal banco de dados o DATASUS - sistema de dados do Sistema Único de Saúde, onde os indicadores de homicídios foram resgatados da CID-10 (Classificação Internacional de Doenças da décima revisão) na categoria “mortes por agressão”, catalogados entre os códigos X85-Y09 que englobam todas as mortes provocadas de forma intencional.

Reflexão

O livro "Políticas de Segurança Pública", organizado por Artur Zimerman, faz parte da série "Desigualdade Regional e as Políticas Públicas". É o resultado do 10º encontro do Projeto Desigualdade Regional e as Políticas Públicas, ocorrido em 1 de abril de 2015, e que tratou do tema “Políticas de Segurança Pública”. A proposta desse livro e dos outros da série, de acordo com o organizador, "clama pela necessidade de refletir o país para dar condições e oportunidades às diferentes camadas, reduzindo o abismo entre os que têm e os que não possuem absolutamente nada".

O professor José Maria Nóbrega é coordenador do Núcleo de Estudos da Violência da UFCG (NEVU) e doutor em Ciência Política pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).


Redação, com informações da Ascom/CDSA/UFCG

Voltar página

Deixe seu comentário