Logo Nossa Ciência

Divulgação científica é o nosso negócio.

Quarta, 16 de Agosto de 2017

Educação Quarta, 9 de Agosto de 2017

Federal do Ceará e do RN são bem avaliadas pelo MEC

Notas do Conceito Institucional e do Índice Geral de Cursos colocam as universidades nordestinas no grupo de instituições de excelência do país

Entre as 140 instituições já avaliadas in loco pelo Ministério da Educação (MEC), a Universidade Federal do Ceará é uma das 10 com Conceito Institucional (CI) 5 e Índice Geral de Cursos (IGC) entre 4 e 5, o que a coloca na faixa de excelência. Na região Nordeste, além da UFC, apenas a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) também se enquadra nessa faixa, com IGC entre 4 e 5 e CI 5. Dessas 10 instituições de excelência, 7 são públicas.

Em ambas as avaliações da UFC, as notas variam de 1 a 5, sendo 1 e 2 consideradas insuficientes e 3, regular. O IGC avalia os cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu (mestrados e doutorados). O último dado sobre IGC divulgado pelo MEC é de 2015.

Já o CI, resultado de visita do MEC às instituições, faz uma análise como um todo para recredenciamento a partir de cinco eixos: planejamento e avaliação, desenvolvimento institucional, políticas acadêmicas, políticas de gestão e infraestrutura física. No caso da UFC, a visita foi realizada em março de 2017.

Resultados

Os resultados foram anunciados na sexta-feira (4), em coletiva de imprensa na Reitoria, pelo reitor da UFC, professor Henry Campos, o Pró-Reitor de Graduação, professor Cláudio Marques, o Pró-Reitor Adjunto de Planejamento e Administração, professor Augusto Albuquerque, dentre outros membros da administração superior da UFC.

O CI é o conceito mais abrangente do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído em 2004. Desses eixos, o que mais contribuiu para a nota final da UFC foi o de "políticas de gestão", com média ponderada de 4,88.

A UFC recebeu, entre os dias 22 e 24 de março deste ano, três comissões do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), autarquia federal vinculada ao MEC. Os especialistas visitaram três campi da Universidade: Pici e Benfica, em Fortaleza, e Campus de Sobral.

Próxima visita

Nesse período, foram avaliadas in loco as informações prestadas pela UFC ao longo de três anos. Durante as visitas, os técnicos conversaram com professores, estudantes, servidores técnico-administrativos, membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA), além de diretores de unidades e integrantes da gestão superior.

Essa foi a primeira vez que uma comissão do INEP/MEC realizou esse tipo de trabalho na UFC. O SINAES prevê que uma nova visita nesse modelo deva ocorrer em oito anos.

Redação, com informações da Ascom/UFC

Voltar página

Deixe seu comentário