Desafios e Perspectivas da Indústria 4.0 Espaço Institucional

quinta-feira, 29 março 2018

IMD alavanca discussões sobre 4ª Revolução Industrial no no workshop Indústria 4.0 - Desafios e Perspectivas

O Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN) vai promover, no dia 10 de abril, o workshop Indústria 4.0 – Desafios e Perspectivas, para debater os passos iniciais da Universidade no fomento a pesquisa, inovação e formação de recursos humanos, com a finalidade de suprir as medidas traçadas pela Agenda brasileira para a Indústria 4.0 do Governo Federal.

O evento será aberto pelo diretor do IMD, professor José Ivonildo do Rêgo, às 8h30, e seguido pela palestra Desafios para a Indústria 4.0 no Brasil, proferida por Marcelo Prim, Gerente-executivo de Inovação Tecnológica do SENAI e professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), às 9h.

Às 10h15 está prevista mais uma palestra, dessa vez contando com a contribuição do professor Eduardo Mário Dias, da Universidade de São Paulo (USP), que discorrerá sobre o tema Contribuindo para a Indústria 4.0 no Brasil. Às 11h será a vez da mesa redonda Construindo Soluções para o Cenário Tecnológico da Indústria 4.0, com os três primeiros participantes.

A programação do turno da tarde será aberta às 14h30 pelo professor Pablo Javier Alsina (DCA/UFRN) com a palestra Visão Geral e perspectivas da UFRN sobre os desafios da Indústria 4.0, seguida da mesa redonda Indústria 4.0 e perspectivas para o RN, que contará com a participação dos professores André Maitelli (UFRN/FUNPEC), Álvaro de Oliveira (Human Smart Cities Networks), Gustavo Leitão (IMD/UFRN) e Anderson Paiva (Parque Metrópole). O encerramento está previsto para 18h.

Informações e inscrições em www.industria40.imd.ufrn.br.

Agenda brasileira

As 3 primeiras revoluções industriais trouxeram a produção em massa, as linhas de montagem, a eletricidade e a tecnologia da informação, elevando a renda dos trabalhadores e fazendo da competição tecnológica o cerne do desenvolvimento econômico. A quarta revolução industrial, que terá um impacto mais profundo e exponencial, se caracteriza, por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico. A esse novo momento mundial damos o nome de Indústria 4.0.

A Agenda Brasileira para a Indústria 4.0 é o resultado de um amplo debate com o setor produtivo brasileiro, liderado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Esses debates culminaram na definição de medidas estratégicas para a transformação da indústria como conhecemos hoje e a esse conjunto de ações foi dado o nome de Jornada para a Indústria 4.0.

A missão da Agenda 4.0 por meio da Jornada para a Indústria é contribuir para a transformação das empresas em direção à essa nova realidade, estruturada em etapas, seguidas segundo o grau de maturidade ou necessidade de cada empresa.

Há grandes desafios para a economia brasileira, em especial para a indústria, que enfrentou adversidades recentemente. Apesar disto, os dados apontam a quarta revolução industrial como uma oportunidade para o país. A expectativa é de uma redução 73 bilhões por ano em custos e de 34 bilhões em ganhos de eficiência e de 7 bilhões em economia de energia.

Para mais informações sobre a Indústria 4.0 acesse: www.industria40.gov.br.

Ascom IMD-UFRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital