Equipe do IMD-UFRN aprova projeto na Suíça Espaço Institucional

segunda-feira, 22 janeiro 2018

Proposta tem como objetivo alinhar os esforços dos grupos de pesquisadores brasileiros e suíços, visando o amadurecimento de projetos em computação energeticamente eficiente

Uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), na Suíça, teve aprovado pelo Ministério da Educação da Suíça, o projeto de cooperação “Improving the Energy Efficiency of Multi-core Virtual Machines and Software-Defined Servers”.

Campus da École Polytechnique Fédérale de Lausanne. (Foto: Google Imagens)

Espera-se com isso fazer com que datacenters e supercomputadores gastem menos energia, resultando em benefícios econômicos e ambientais. “Para aumentar o impacto do projeto, o foco está na redução do consumo de energia em aplicações de grande demanda computacional, como os populares serviços de áudio e de vídeo sob demanda, e aplicações que lidam com grandes volumes de dados.” comenta o professor Samuel Xavier de Souza, coordenador do projeto na UFRN.

Os recursos do projeto permitirão o intercâmbio entre pesquisadores e estudantes das universidades dos dois países e a aquisição de equipamentos necessários para os experimentos científicos propostos.

Samuel Xavier de Souza, coordenador do projeto na UFRN. (Foto: Google Imagens)

A equipe internacional é formada, em Natal, pelo professor Samuel Xavier de Souza (DCA/UFRN), coordenador do Laboratório de Arquiteturas Paralelas para Processamento de Sinais (LAPPS/nPITI) do Instituto Metrópole Digital/UFRN, pelo professor Wellington Silva de Souza (IMD/UFRN), doutorando do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica e de Computação, e, em Lausanne, pelo professor David Atienza e pela pesquisadora Marina Zapater, do Laboratório de Sistemas Embarcados da EPFL.

Esta é a segunda vez que pesquisadores do LAPPS recebem recursos do exterior. Em 2016, o laboratório recebeu recursos da Royal Society, no Reino Unido, através do Fundo Newton, para realizar pesquisas na área de computação energeticamente eficiente em colaboração com a Universidade de Bristol.

Assessoria de Comunicação IMD-UFRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital