Pesquisa avalia impacto socioeconômico do Mossoró Cidade Junina

quarta-feira, 2 agosto 2017

Retorno para a economia local, geração de empregos e crescimento turístico estão entre os resultados da pesquisa elaborada pela UERN 

Para cada R$1 gasto, um retorno de R$4 para a economia local. Esse foi o resultado do estudo sobre o impacto socioeconômico do evento Mossoró Cidade Junina 2017 realizado por uma equipe de 20 estudantes dos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Gestão Ambiental e Turismo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). A pesquisa foi desenvolvida no período de 1º de junho a 21 de julho e foi coordenada por cinco professores dos Departamentos de Ciências Econômicas e de Ciências Contábeis.

O professor Dr. Leovigildo Cavalcanti de Albuquerque Neto, chefe do Departamento de Ciências Econômicas, apresentou alguns dados do estudo sobre o impacto socioeconômico do Mossoró Cidade Junina. Considerando que o custo do evento neste ano ficou em torno de R$ 3 milhões, o retorno financeiro para o Município foi de aproximadamente R$ 12 milhões.

Ele destacou que somente o Concurso de Quadrilhas movimenta em torno de R$ 400 a R$ 600 mil. O setor hoteleiro também é aquecido durante os festejos juninos, movimentando em média R$ 300 mil.

Geração de empregos

No setor turístico, a pesquisa mostrou que a festa atrai um número significativo de pessoas de fora. “Cerca de 720 mil pessoas participaram da programação do Mossoró Cidade Junina, considerando todos os projetos. Desse total, 22% afirmaram ser a primeira vez que prestigiaram o evento”, diz o professor.

Com relação à geração de empregos, o estudo revelou que somente no setor dos comerciantes informais foi criado 3 mil postos de trabalhos temporários ao longo da realização da festa junina.

Embasado nos números, o professor Leovigildo Cavalcanti sugeriu a realização de seminários de preparação do evento para planejar e elaborar cada projeto do evento. “A ideia é trabalhar os projetos separadamente e assim poder buscar apoio comercial. Isso possibilitaria reduzir os custos para a realização do Cidade Junina em 30% e o retorno econômico para o Município poderia chegar a R$ 8 ou R$ 9 para cada R$ 1 investido”, informa.

Fortalecimento na formação universitária

O reitor da UERN, o professor Dr. Pedro Fernandes Ribeiro Neto, destacou que a elaboração e o desenvolvimento de estudos dessa natureza fortalecem o trabalho de formação da Universidade, ao mesmo tempo em que a aproxima da comunidade onde ela está inserida.

“Oportunidades como esta são fundamentais para a formação completa de nossos estudantes. O estudo possibilita à UERN, através de seus professores e alunos, sair da sua zona de conforto, das quatro paredes da sala de aula e contribuir efetivamente para o benefício da sociedade”, diz o reitor, enfatizando que a pesquisa permite ainda uma maior aproximação entre os estudantes com o mercado em sua área de formação.

A aluna Jordana Souza, do 6º período do curso de Turismo, ratifica a fala do professor Pedro Fernandes, destacando que a experiência foi fundamental para a sua formação profissional. “É muito bom poder ter contato com o público, conversar com prestadores de serviços e entender na prática sobre nossa área. A experiência foi muito relevante”, avalia.

Parceria

Em solenidade realizada no dia 25 de junho, no Salão dos Grandes Atos, na Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM), representantes da UERN entregaram ao Município o relatório do estudo sobre o impacto socioeconômico do Mossoró Cidade Junina 2017.

A prefeita Rosalba Ciarlini agradeceu a parceria com a UERN e parabenizou a elaboração do estudo que deverá nortear o planejamento do Mossoró Cidade Junina para o ano de 2018. “A Universidade não se limita a entregar diplomas, ela é muito mais que isso. A parceria com a UERN é de fundamental importância para o desenvolvimento de ações que refletem no benefício da comunidade”, destaca.

Para o professor Me. Jandson Dantas da Silva, do departamento de Ciências Contábeis, o estudo traz benefícios em diferentes aspectos. “Para o estudante, o estudo possibilita colocar em prática a teoria vista em sala de aula; para o professor, a pesquisa também oportuniza uma prática mais potencializada do conteúdo ministrado; e para a sociedade, o trabalho representa uma contribuição efetiva para o seu desenvolvimento”, declara.

A reunião para a entrega do resultado do estudo elaborado pela Universidade contou ainda com a presença do vice-reitor da UERN, o professor Aldo Gondim ; da vice-prefeita, Nayara Gadelha; dos secretários municipais de planejamento, Aldo Fernandes; de Cultura, Eduardo Falcão; de Desenvolvimento Econômico, Lahyre Rosado Neto; de Segurança, Eliéser Girão; e de Comunicação Social, Aglair Abreu; e estudantes participantes do projeto.

Sobre o Mossoró Cidade Junina

O Mossoró Cidade Junina é um evento junino que acontece anualmente no Corredor Cultural, em Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte, durante o mês de junho. Reúne mais de um milhão de pessoas durante os dias de festa, por isso é considerado a terceira maior festa de São João do país.

Na Estação das Artes Elizeu Ventania, antiga estação ferroviária do município, que no mês de junho se transforma na Estação do Forró. A área abrange mais de 48 mil metros quadrados, onde são montados palcos, camarotes, arenas, barracas, o circo do forró, bares e restaurantes.

Em comemoração a história dos mossoroenses que expulsaram o bando de Lampião da cidade em 1927, é apresentado todo ano o espetaculo “Chuva de Bala” no adro da Capela de São Vicente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital