Residência em TI aplicada à Área Jurídica apresenta resultados Espaço Institucional

segunda-feira, 26 fevereiro 2018

Os projetos apresentados pelos discentes no primeiro semestre do programa são divididos nas áreas: Analista Desenvolvedor de Software, Analista de Redes e Infraestrutura e Analista de Business Inteligence (BI)

No dia 2 de março será realizado o II Workshop do Programa de Residência em Tecnologia da Informação Aplicado à Área Jurídica com a primeira turma a ingressar no curso de pós-graduação do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) em parceria com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). Na ocasião, serão apresentados os projetos em desenvolvimento pelos residentes para o órgão e as melhorias que virão a partir da modernização das rotinas jurídicas. O evento é a partir das 9h no auditório B205 do CIVT.

O primeiro Workshop foi realizado em outubro de 2017 de forma restrita apenas aos residentes e colegiados. Nesse primeiro encontro, aconteceu a apresentação da concepção dos projetos e validação dos mesmos. Pela primeira vez o Workshop contará com a participação dos gestores do Tribunal, entre eles o desembargador Expedito Ferreira, presidente do órgão, o desembargador João Rebouças, ouvidor geral, e a desembargadora Maria Zeneide Bezerra, corregedora geral de justiça. Na ocasião estarão presentes também a diretoria executiva do IMD.

Os projetos apresentados pelos discentes no primeiro semestre do programa são divididos nas três áreas de concentração do curso: Analista Desenvolvedor de Software, Analista de Redes e Infraestrutura e Analista de Business Inteligence (BI). Nesse sentido, eles contemplam propostas de sistemas de gerenciamento, ferramentas de BI, ferramentas de monitoramento de servidor, softwares de gestão e aplicativos moveis. Alguns dos projetos tem previsão de implantação ainda no primeiro semestre de 2018.

As ferramentas irão beneficiar o Tribunal de Justiça dando mais celeridade e qualidade na resolução de processos do Tribunal, é o que afirma o coordenador do curso, professor Itamir Barroca. “A inovação trazida por meio da parceria do Tribunal de Justiça com o Instituto Metrópole Digital trarão benefícios inéditos ao sistema jurídico do Rio Grande do Norte. A primeira turma está desenvolvendo 9 projetos voltados para atender as necessidades mais urgentes do Tribunal com eficiência e agilidade e os resultados poderão ser observados em breve, com a implantação dos sistemas”, disse.

Assessoria de Comunicação IMD-UFRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital