RN inicia monitoramento das nascentes do rio Apodi-Mossoró Meio Ambiente

sexta-feira, 16 fevereiro 2018
Rio Apodi-Mossoró (Foto: Divulgação/Semarh)

Intenção é cuidar das nascentes de todas as bacias, levando informação e democratizando as ações de educação ambiental com as populações locais

Para auxiliar no processo de recuperação ambiental das nascentes dos rios potiguares, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) iniciou um trabalho de monitoramento das nascentes do rio Apodi-Mossoró.

De acordo com a Secretaria, a equipe está trabalhando num pré-diagnóstico com leitura de trabalhos científicos existentes e já realizou um mapeamento das onze principais nascentes, localizadas nos municípios de Luís Gomes, Martins e Portalegre, além da elaboração de questionários a serem preenchidos junto à população.

“A partir da próxima semana, vamos a campo para iniciar o diagnóstico dessas áreas, identificar os principais problemas, cadastrar proprietários rurais e conversar com os gestores municipais”, acrescenta Clara Câmara, coordenadora de Meio Ambiente e Saneamento da Semarh responsável pelo trabalho.

Concluído o diagnóstico técnico, a Semarh vai organizar oficinas para apresentar o documento e montar um plano de trabalho, em conjunto com a sociedade das bacias. “Nessa etapa vamos discutir quais iniciativas ambientais deverão ser executadas e quem pode auxiliar nas ações. Também vamos escolher um grupo para ser capacitado e funcionar como multiplicadores, entre outras atividades” diz Clara.

O projeto de monitoramento e recuperação de bacias está sendo chamado, a princípio, de “Plantadores de Água”. Ele trata de um conjunto de medidas que visam auxiliar o restabelecimento do ecossistema degradado, bem como conscientizar a população do entorno e as autoridades municipais acerca dos cuidados e os usos devidos das áreas que circundam o local de preservação. A intenção é cuidar das nascentes de todas as bacias, levando informação e democratizando as ações de educação ambiental com as populações locais.

Redção com informações da Ascom Semarh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital