SBPC, ABC e Andifes pedem ao MEC liberação de recursos das Universidades Federais Políticas de C&T

sexta-feira, 29 setembro 2017

Entidades encaminharam carta ao ministro Mendonça Filho com o pedido de descontingenciamento de verbas ainda para 2017

(atualizado em 02/10/2017)

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) encaminharam nesta segunda-feira, 25, uma carta ao ministro da Educação, José Mendonça Filho, pedindo o descontingenciamento dos recursos das Universidades Públicas Federais para 2017, diante da decisão do Governo Federal de elevar em mais 12,8 bilhões de reais o déficit orçamentário de 2017.

O documento ressalta a excelência e o importante papel dessas instituições para o desenvolvimento econômico e social do País. “Estão sob a responsabilidade das Universidades Públicas Federais, neste momento, a formação de mais de um milhão de alunos de graduação e mais de 57% de todo o Sistema Nacional de Pós-Graduação, entre outras diversas atuações”, destacam.

Entidades científicas se reúnem com ministro Kassab

Representantes da SBPC, ABC, Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) e Andifes participaram da 3ª Reunião do Conselho Consultivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), na quarta-feira (27), no CNPq, com a presença do Ministro Gilberto Kassab e dos secretários do MCTIC. Os representantes dessas entidades científicas, acadêmicas e dos sistemas estaduais de CT&I reiteraram a solicitação, já enviada ao Ministro Kassab, para que fosse convocada uma reunião urgente do CCT para discutir a situação muito grave dos recursos para CT. O Ministro respondeu que já havia solicitado a reunião e que continuará insistindo para que ela ocorra.

Os representantes das entidades se posicionaram também firmemente pela necessidade urgente de recuperação do orçamento de C&T, que está afetando profundamente o CNPq, a Finep, os institutos de pesquisa e as universidades públicas. O ministro Kassab afirmou que estão sendo envidados esforços junto ao setor econômico do governo para que pelo menos parte dos recursos contingenciados sejam agora liberados. Do mesmo modo, os representantes das entidades manifestaram grande preocupação com os números já delineados no PLOA 2018 para o orçamento da área no próximos anos.

Leia a íntegra da carta.

 

Redação com informações do Jornal da Ciência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital