UFRN integra pesquisa nacional sobre migração do rádio AM Geral

terça-feira, 24 abril 2018

Ao todo, dez pesquisadores da UFRN acompanham 14 emissoras instaladas em todas as regiões do estado que já migraram ou estão em processo de migração

O Grupo de Pesquisadores do Rádio do RN, ligado à base de pesquisa de Comunicação, Cultura e Mídia (Comídia), da UFRN, participa, desde o início de março, da pesquisa nacional “Migração do rádio AM para o FM: análise do processo, sustentabilidade, audiência e impacto no conteúdo, programação, profissionais e estratégias de relacionamento com a audiência”, organizada pelo Grupo Rádio e Mídia Sonora da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom).

O objetivo principal da pesquisa é compreender o impacto da migração das emissoras de rádio de AM para FM no Brasil. No Rio Grande do Norte, o grupo formado por dez pesquisadores da UFRN – incluindo professores, alunos de pós-graduação, servidores técnicos e ex-alunos – acompanha 14 emissoras instaladas em todas as regiões do estado que já migraram ou estão em processo de migração.

Na primeira etapa da pesquisa, serão coletados e analisados dados com base em questionários aplicados junto às diretorias das emissoras que se preparam para passar pelo processo de migração ou que já o fizeram. Posteriormente, serão elaborados textos com a interpretação das informações, apresentando um panorama geral dessa mudança. O trabalho é realizado em parceria com a  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert).

A pesquisa será publicada em um livro contendo os resultados do trabalho realizado em todos os estados da federação e deve ser lançado no próximo Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que acontece de 2 a 8 de setembro, em Joinville-SC. Outras informações sobre a pesquisa podem ser consultadas neste link. 

Ascom/Comídia UFRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital