Pesquisadores da UFCA desenvolvem projeto de reuso de água SCIARÁ

quarta-feira, 18 abril 2018
O projeto tem como objetivo o desenvolvimento e a implementação de um sistema de tratamento da água pela indústria, visando a recuperação de metais e o reúso de água no processo produtivo. Imagem ilustrativa/ Creative Commons CC0.

A iniciativa foi aprovada recentemente no edital Inovafit, da Funcap

Com o objetivo de desenvolver e implementar um sistema de tratamento da água pela indústria, visando à recuperação de metais e ao reuso de água no processo produtivo, pesquisadores da Universidade Federal do Cariri (UFCA) desenvolveram, em parceria com a empresa Nordeste Joias Folheadas, o projeto, que terá financiamento de R$100 mil da Funcap. Os recursos serão utilizados no desenvolvimento de um protótipo do sistema de tratamento de efluentes líquidos da indústria e para investimentos em equipamentos para a empresa e para o Laboratório da Central Analítica da UFCA.

O polo industrial metalúrgico de Juazeiro do Norte produz joias folheadas por meio de galvanoplastia, processo em que a água está presente em todas as etapas. O projeto “Sistema para recuperação de níquel, cobre e geração de água de reuso em processos galvânicos” tem como foco a minimização da geração de resíduos industriais, apresentando um sistema para tratamento de efluentes de galvanoplastia associada à recuperação dos metais presentes, viabilizando o reúso da água de lavagem no processo industrial.

O município de Juazeiro do Norte é um dos principais polos de produção de semijoias do País. Imagem ilustrativa/ Creative Commons CC0.

Em entrevista ao site da UFCA, o professor Francisco José de Paula Filho, coordenador do projeto, explicou que a equipe espera contribuir para melhorar o desempenho ambiental não apenas da empresa sede do projeto, mas de todo o setor de galvanoplastia na região, além de proporcionar economia de água e redução nos teores de metais nos resíduos sólidos e efluentes. “Com isso, vai haver uma redução nos custos de tratamento dos efluentes e disposição de resíduos sólidos, gerando ganhos econômicos e mais sustentabilidade nessa atividade industrial, sendo a base disso os princípios de produção mais limpa”, comenta.

O projeto foi idealizado em três anos de parceria entre pesquisadores e empresas. A equipe é composta de professores do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UFCA, além de estudantes do Mestrado em Desenvolvimento Regional Sustentável (PRODER), servidores técnicos da UFCA e da empresa, e alunos de graduação do curso de Engenharia de Materiais da UFCA.

Sobre o Inovafit

O Inovafit, programa da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico,  destina-se a apoiar, por meio da concessão de recursos, o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores, novos ou significativamente aprimorados para o mercado local, nacional ou internacional, por empresas brasileiras e sediadas no Estado do Ceará, especialmente em temas prioritários para o Estado. O Programa visa promover um aumento das atividades de inovação e incremento da competitividade das empresas e da economia do Estado do Ceará, estimulando a colaboração entre o setor empresarial e a pesquisa científica.

A coluna SCIARÁ de Giselle Soares é atualizada semanalmente. Leia, opine, compartilhe, curta. Use a hashtag #Sciará. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia).

Leia o texto anterior: Estudantes do IFCE são destaque com estudo sobre microalga

Giselle Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital