Caravana leva divulgação da ciência ao interior de Alagoas Geral

terça-feira, 26 abril 2016

Integração de instituições alagoanas resulta em ações de popularização da ciência em várias cidades durante essa semana

Sessão de Planetário móvel, lançamento de foguetes, oficina de aerodinâmica e até um varal de poesias. Isso e muito mais está na bagagem de 35 voluntários da Caravana Itinerante de Ciência e Tecnologia, um projeto que vai cair na estrada durante três dias, levando ao interior de Alagoas oficinas práticas e exposições com o melhor das ciências.

Foram investidos R$ 30 mil para garantir que estudantes dos ensinos fundamental e médio e universitários, na capital e no interior, tenham acesso à educação científica de forma lúdica. Os recursos foram concedidos pelo governo alagoano, por meio de um edital para organização de eventos científicos, lançado em 2015, pela Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeal).

As atividades começaram em outubro do ano passado, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia , alcançando alunos da rede municipal de ensino de Macieó, do 5º ao 9º ano, em turmas dos 12 aos 16 anos.

Distantes entre 131 e 305 quilômetros de Maceió, as cidades de Arapiraca (131), Santana do Ipanema (208) e Delmiro Gouveia (305) recebem a Caravana Itinerante nos dias 26, 27 e 28, respectivamente, das 14 às 22h. A programação em Arapiraca e Delmira será nos campi da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), já em Santana será no campus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Foram formatadas atividades que vão expor crianças, adolescentes e universitários à versatilidade da Química, Física, Matemática e Biologia para garantir a diversão como melhor aliada para a educação. Já conteúdos de Educação Física e saúde pública conferem um diferencial de apelo comunitário à programação de 2016.

Engajamento

A Caravana é coordenada pela professora da Ufal, Lenilda Austrilino (foto), mestra em Física e doutora em Educação. “Levamos esse conhecimento para que eles tenham acesso e para que reflitam sobre a tecnologia e sobre o impacto da ciência na sociedade e no meio ambiente”, explica.

Seus companheiros de viagem são estudantes universitários, em sua maioria, mas o grupo também inclui docentes do ensino superior, professores das redes públicas e alunos do ensino médio.

“Cada oficina é dada por um grupo de trabalho que está pesquisando a temática abordada”, aponta a divulgadora da ciência, mostrando que a ação também é uma via de mão dupla, que reconecta os saberes de quem já vivencia a ciência com vivências práticas e atuação social.

Além disso, a Caravana Itinerante de Ciência e Tecnologia tem seus entrepostos garantidos por uma rede de apoio de professores da Ufal e Uneal no interior, igualmente voluntários e engajados, que são responsáveis por articular as visitas das escolas municipais e estaduais aos campi.

“Também vamos passar um carro de som por cada cidade. Não queremos menos de 300 pessoas por programação”, adianta a professora.

Karine Tavares, responsável pelos projetos de popularização da ciência da Fapeal, destaca a importância da ida ao interior: “Por conta da distância dos grandes centros, esses locais acabam por participarem menos de ações da área de divulgação da ciência, seguimento tão importante para melhorarmos os índices de educação do Estado”, observa.

Serviço

26/04, Arapiraca – Campus da UNEAL, das 14 às 22h

27/04,Delmiro Gouveia – Campus da UFAL , das 14 às 22h

28/04, em Santana do Ipanema – Campus da UNEAL , das 14 às 22h

Programação

Show de Química

Show de Física

Oficina de Matemática

Oficina de Biologia – Corpo humano

Oficina de Biologia – Célula

Oficina Movimento é saúde

Oficina de Aerodinâmica

Oficina Atenção à saúde

Oficina Bolhas de Sabão

Oficina Constelário

Sessões do Planetário

Lançamento de foguetes

Varal de Poesias

Exposição Paisagens Cósmicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital