Centro de Tecnologia em Asfalto é inaugurado no Ceará Inovação

segunda-feira, 31 dezembro 2018

Dotado de equipamentos sofisticados, novo centro se dedicará a estudos de infraestrutura de transportes

Referência internacional em pesquisa de pavimentos, a Universidade Federal do Ceará (UFC) conta agora com mais um diferencial de ponta nessa área. Trata-se do Centro de Tecnologia em Asfalto Norte/Nordeste, inaugurado no dia 12 de dezembro, no Campus do Pici Professor Prisco Bezerra.

Resultado de um investimento de R$ 3 milhões em estrutura física e outros cerca de R$ 6 milhões em equipamentos, o novo centro é fruto de parceria da UFC com a Petrobras e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

O prédio ocupa um espaço de quase 2 mil metros quadrados, dedicado aos estudos de infraestrutura de transportes por meio de três sub-unidades: o Laboratório de Química e Reologia de Ligantes Asfálticos, o Laboratório de Misturas Asfálticas e Ensaios Mecânicos (com foco em concreto e cimento tipo Portland) e o Laboratório de Solos (com foco em solos de pavimentação, barragens e outras estruturas).

Novo método pode produzir asfalto de melhor qualidade

O coordenador do novo centro é o Prof. Jorge Soares, docente titular da UFC e também coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Caracterização de Materiais para Infraestrutura (INCT-INFRA).

Segundo ele, os projetos desenvolvidos com a temática do asfalto na UFC tendem agora a ter maior envergadura por conta dos sofisticados equipamentos do centro, bem como devido à maior integração proporcionada pelo novo espaço, capaz de atender estudantes de graduação e pós-graduação, além dos diversos parceiros internacionais.

“Outro desafio é que parte desses projetos vire pesquisa aplicada e, inclusive, gere os chamados spin offs, ou seja, empresas criadas a partir de pesquisas do laboratório que possam ter produtos inovadores, a serem eventualmente comercializados no mercado”, explica o Prof. Soares.

O laboratório, disse o coordenador, é resultado da consagrada “tripla hélice”, formada por universidade, governo e setor produtivo. De acordo com o pesquisador, o desafio é “levar as pesquisas aplicadas para o mercado e fazer com que esse mercado seja internacional”.

Inovação e internacionalização

O reitor Henry Campos destacou a relevância do grupo de pesquisa em asfalto da UFC, considerado o mais produtivo da América Latina em sua área. “Esse grupo formou pesquisadores que lideram outros grupos em várias instituições de ensino e pesquisa, além de empresas públicas e privadas”, destacou o reitor. Ele afirmou que o novo centro está em sintonia com o projeto institucional de inovação e de internacionalização em curso na Universidade. “A UFC se empenha em fortalecer a inovação e em sensibilizar governos e instituições para que se engajem nesse desafio”, reiterou.

O diretor do Centro de Tecnologia, Almir Holanda, salientou a satisfação de, mesmo em momento difícil de investimento e captação de recursos, poder inaugurar algo com a dimensão do Centro de Tecnologia em Asfalto. “Esperamos que esse centro possa nos dar muitos frutos, para continuarmos sendo grandes e para gerar o conhecimento que a sociedade quer, oferecendo as respostas necessárias”, projetou.

Confluência

Representando o governador Camilo Santana, o chefe de Gabinete Élcio Batista reforçou a parceria com a UFC para fazer avançar a ciência e tecnologia no Estado, enfatizando a necessidade de planos de longo prazo, como o Ceará 2050. “É preciso pensar o desenvolvimento do Ceará por meio da confluência governo, mercado e cientistas”, apontou.

Rogério Medeiros, representante da FINEP, lembrou do empenho do Prof. Jorge Soares para viabilizar uma rede de pesquisa em asfalto, algo que não estava nos planos originais dos órgãos de fomento. Medeiros pontuou que, apesar do difícil momento da ciência e tecnologia no País, a FINEP segue sendo parceira da UFC e argumentou que a formação de engenheiros na Universidade precisa estar antenada com as demandas da indústria 4.0, no contexto da automação e da inteligência artificial.

Representante da Petrobras, Eduardo Bellaguarda classificou o novo centro como um marco para a ciência, inovação e tecnologia no Norte e Nordeste. “Abre-se um novo período de inovação nessa área estratégica para o País”, afirmou. Ele destacou os investimentos feitos pela Petrobras na UFC nos últimos anos (R$ 114 milhões de 2006 a 2018, segundo informou). Ao fim do evento, integrantes da comunidade acadêmica, autoridades estaduais e representantes de várias instituições fizeram uma visita guiada às instalações do novo Centro de Tecnologia em Asfalto.

Fonte: Ascom da UFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital