Como comunicar ciência e obter resultados Especial

sexta-feira, 5 julho 2019

A importância do profissional de comunicação para divulgar o fato de CT&I

Quando o assunto é futebol, a comunicação do fato fica nas mãos do jornalista esportivo, certo? E para divulgar ciência, tecnologia e inovação? A lógica deve ser a mesma: é necessário um profissional que além de gostar do assunto esteja familiarizado com suas terminologias, história, política, especialistas, fontes etc. O objetivo em ambos os casos é informar o público geral de maneira fiel e verdadeira. Assim é a divulgação científica praticada pelo portal Nossa Ciência e que será compartilhada no encontro Nossa Ciência em Debate, nesta segunda (8), a partir das 8 horas.

Na palestra Como comunicar ciência e obter resultados, a equipe de jornalistas do portal NC vai falar da importância de ser (ou ter) um profissional de comunicação para divulgar o fato científico, tecnológico e de inovação. A ideia é mostrar aos pesquisadores e acadêmicos presentes ao evento que em tempos de notícias instantâneas produzidas por todos e por qualquer um, é importante confiar a divulgação dos resultados de sua pesquisa a quem entende do riscado.

Para o jornalista Cássio Leite Vieira, editor da área internacional e também de forma e linguagem da prestigiada revista Ciência Hoje, “se você não dá o mínimo de conhecimento científico para as pessoas, elas se tornam vítimas de demagogos”. Ele é autor de vários artigos e cerca de 10 livros sobre jornalismo científico, divulgação científica e história da Física, entre eles o Pequeno manual de divulgação científica; Einstein (O reformulador do Universo) e a coletânea História da Física.

De acordo com Vieira, o cientista que divulga bem sua pesquisa cumpre duas metas. “Expõe seu trabalho junto ao público interessado e à iniciativa privada. A divulgação científica é uma forma de prestar contas à sociedade, mostrando de que forma (e onde) as verbas públicas são usadas”, ressalta. Em entrevista ao portal NC, ele falou sobre os rumos da mídia impressa, globalização x regionalismo e a importância do conhecimento científico ao alcance de todos.

Reflexão e debate

Para atingir a meta de divulgar e dar visibilidade social aos projetos científicos e tecnológicos desenvolvidos na região nordeste é preciso abrir as portas para a reflexão e o diálogo. Pensando nisso a equipe do portal lança a série de encontros Nossa Ciência em Debate apresentando a palestra “Os rumos da ciência na era do contingenciamento”. O objetivo é colocar em discussão a situação da ciência e dos pesquisadores brasileiros e refletir sobre os cortes na educação e no sistema de ciência, tecnologia e inovação no dia em que se comemora o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico.

Nesse primeiro encontro a professora Ângela Paiva Cruz, ex-reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é a palestrante convidada. Ela vai colocar em debate os rumos possíveis para se continuar a fazer ciência no Brasil e o que falta para a sociedade enxergar ciência como investimento e não como gasto.

Vagas limitadas. Inscreva-se já.

Nossa Ciência em Debate

Palestra: “Os rumos da ciência na era do contingenciamento”

Data: dia 8 de julho de 2019

Horário: 8 horas

Local: Una Casa – Ponta Negra

Edna Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital