Federal do Ceará terá Centro de Excelência em Políticas Educacionais Educação

quarta-feira, 14 julho 2021
O objetivo maior do Centro de Excelência em Políticas Educacionais é colaborar com a elaboração de políticas de aperfeiçoamento do ensino básico até o ensino superior. (Foto: Viktor Braga/UFC. Registro fotográfico feito antes da pandemia de covid-19).

Objetivo é colaborar com a elaboração de políticas de aperfeiçoamento do ensino básico até o ensino superior

A Universidade Federal do Ceará continua investindo em centros especializados para aglutinar pesquisas inovadoras de alto nível. A exemplo do Centro de Referência em Inteligência Artificial (CRIA), localizado em seu Condomínio do Empreendedorismo e Inovação (CEI), a UFC ganha agora o Centro de Excelência em Políticas Educacionais, unidade multidisciplinar, multidepartamental e multicêntrica, vinculada à Reitoria, que consistirá em um centro de ciência de dados aplicada à educação.

Trabalhando principalmente com tecnologias educacionais e ferramentas estatísticas e computacionais, a unidade será dedicada à elaboração de políticas públicas baseadas em evidências. Ex-titular da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) e cientista-chefe da área de Educação Básica do Governo do Estado do Ceará, o Prof. Jorge Herbert Soares de Lira, docente do Departamento de Matemática (Centro de Ciências), se dedicará à nova missão.

Segundo ele, o Programa Cientista-Chefe foi o catalisador que deflagrou todo o processo e jogou luz à necessidade institucional de dedicar maiores esforços à elaboração de políticas públicas educacionais a partir de evidências quantitativas, fornecidas por dispositivos tecnológicos. O até então pró-reitor disse que a proposta dá concretude a um processo de articulação que encontrou fortes ecos dentro da própria gestão superior.

“A Reitoria já vinha promovendo essa discussão. A ideia é que o novo centro seja o lugar natural das ações de renovação do pensamento educacional. A perspectiva é que muitas coisas sejam integradas, como o Programa de Apoio e Acompanhamento Pedagógico (PAAP), a coordenação das graduações semipresenciais, as ações de formação de professores e gestores educacionais, as atividades de avaliação e monitoramento, a construção de plataformas adaptativas, dentre outras”, disse o Prof. Jorge Lira, acrescentando que o interesse da Reitoria é que nada seja descontinuado, mas haja uma apropriação do centro pelos atores já envolvidos com política educacional na Universidade.

Imagem: Prof. Jorge Lira, novo diretor do Centro, ao lado do reitor Cândido Albuquerque (Foto: Viktor Braga/UFC. Registro feito em novembro de 2019, antes da pandemia)

Prof. Jorge Lira, novo diretor do Centro, ao lado do reitor da UFC, Prof. Cândido Albuquerque (Foto: Viktor Braga/UFC. Registro feito em novembro de 2019, antes da pandemia)

Entre as incorporações realizadas ao centro, está o Laboratório de Mídias Educacionais (LME), laboratório avançado, multidisciplinar e multiusuário institucionalizado pela Portaria nº 191/2020 do Gabinete do Reitor, para servir à comunidade acadêmica com o desenvolvimento e a oferta de soluções tecnológicas inovadoras em educação.

Assim como várias outras iniciativas que serão aglutinadas na recém-criada unidade, a ideia é melhorar o ensino básico e, em paralelo, municiar o ensino superior com evidências e equipamentos que serão fundamentais daqui para a frente, principalmente após a pandemia. O docente já vislumbra os desafios que o centro encontrará, como, por exemplo, tornar palpáveis os resultados das pesquisas educacionais no ensino básico e projetar internacionalmente essa produção científica.

“Precisamos estar abertos a pesquisas, referências e práticas internacionais em educação, ampliando nossos horizontes acadêmicos sobre o tema, ao mesmo tempo que nos conectamos mais fortemente à realidade das escolas e do sistema público de educação básica e respondemos a suas urgentes demandas para hoje e para o futuro. Um outro desafio que abraçamos, e está prosperando no circuito externo, é o de construção de redes de educação. É um caminho de muita criatividade, no qual já enxergamos uma necessidade imensa”, enumera o cientista-chefe, destacando ainda o potencial aguardado para a nova unidade: o de se tornar um hub de inovação educacional.

Fonte: Ascom da UFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital