Governo de Alagoas aumenta valor das bolsas de mestrado e doutorado

segunda-feira, 9 maio 2022

Investimento de R$13 milhões significa um incremento de 25% em 200 novas bolsas de pós-graduação, e também nas vigentes

O Governo de Alagoas anunciou o aumento em 25% das bolsas pagas com recursos estaduais pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeal), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti).

Este foi o anúncio final do “Trekking da Ciência”, um pacote de valorização dos pesquisadores alagoanos através dos investimentos da fap de Alagoas, que começou em março e chegou a sua conclusão com o lançamento de seis editais e mais de R$18 milhões investidos, de forma a garantir recursos para CT&I e qualificação de pessoas nos próximos 12 a 48 meses, a depender da ação.

O Edital de Bolsas de Mestrado e Doutorado para os Programas de Pós-Graduação stricto sensu em Alagoas é um investimento de R$13 milhões, em 50 bolsas de doutorado (por até 48 meses) e 150 de mestrado (por até 24 meses). Os novos valores passam a ser de R$2.750 e R$1.875, respectivamente. Há nove anos o Governo Federal não reajusta o valor das bolsas de pesquisa no país.

As bolsas de iniciação científica (Pibic) nas universidades aumentaram no mesmo percentual de 25%. As bolsas de iniciação científica júnior para o Ensino Médio, nas escolas Sesi/Senai, também receberam reajuste em recursos exclusivamente do Governo de Alagoas, passando de R$100 para R$250 reais.

O diretor presidente da Fapeal e secretário executivo da ICTP.br, professor Fábio Guedes, comentou que essa era um reivindicação nacional: “O Governador Renan Filho não somente autorizou o lançamento de um edital com 200 novas bolsas, como também foi muito sensível e permitiu um aumento nelas e em todas as bolsas já vigentes”.

Alagoas é o 8º estado do Brasil que mais investe em apoio à pesquisa, e o 4º na região Nordeste. Possui 1,6% da população brasileira e 1% dos doutores atuantes no país. Além disso, é o 3º estado no Brasil com o melhor nível de cobertura em concessão de bolsas de mestrado e doutorado. A média nacional é de 50% por cento, ou seja, uma bolsa para cada 2 alunos. Em Alagoas, a cobertura ultrapassa 60%.

Os outros editais do Trekking da Ciência destinaram recursos para financiamento à pesquisa em todas as áreas do conhecimento nas universidades do estado; recursos para realização de eventos científicos no estado e um edital específico que encoraja cientistas de outros estados a virem atuar em Maceió ou a se fixarem nos campi do interior.

Fonte: Ascom Fapeal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital