Instituições de pesquisa organizam Hackcovid19 Geral

quarta-feira, 22 abril 2020

CBPF, Fiocruz e LNCC organizaram um hackathon online voltado para o enfrentamento da pandemia do coronavírus

Estão abertas as submissões de desafios para o Hackcovid19, hackathon online que ocorrerá neste mês de maio e voltado para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. As submissões encerram-se às 23h59 do próximo dia 04 de maio.

Qualquer pessoa com mais de 18 anos de idade, email e acesso à internet poderá submeter gratuitamente um ou mais desafios por meio do portal http://www.cbpf.br/hackcovid19.

Na seção FAQs (dúvidas frequentes), nesse mesmo endereço, estão links nos quais há explicações detalhadas sobre o Hackcovid19, o papel de cada categoria (ativadore(a)s, hackers e mentores), o regulamento do hackathon, entre outras informações sobre a competição.

As propostas serão analisadas pela Comissão Avaliadora e Julgadora do Hackcovid19.
Aquelas aprovadas por essa comissão serão anunciadas em 07 de maio, por meio do mesmo
portal.

O Hackcovid19
Basicamente, há três categorias de participantes em hackathon (uma ‘maratona’ de
hackers, em uma definição simples): mentores, ativadores e hackers. Os ativadores propõem
desafios, enquanto os mentores (especialistas) orientam os hackers (programadores, designers
etc.) sobre a melhor forma de concretizar a ideia proposta (apps, serviço, equipamento etc.).

O objetivo de um evento assim é gerar inovações tecnológicas. No fim de um hackathon,
um comitê escolhe os vencedores. As soluções premiadas podem ser apresentadas em um fórum
público (online) para possíveis patrocinadores e investidores. Os direitos autorais permanecem
com os hackers (ver ‘Regulamento do Hackcovid19’ no site do evento).

Com viés científico (e não empresarial), o Hackocovid19 ocorrerá de 15 a 17 de maio
próximo, a partir das 0h15 da sexta-feira (15) e se encerrará no domingo (17), às 23h45. Por ter
formato online – em razão do isolamento social –, será feito por meio de programas de bate-papo ou videoconferência.

O evento é organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) – ambos no Rio de Janeiro (RJ) –, bem como pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), em Petrópolis (RJ), instituições que são referências nacionais em suas áreas de atuação e emprestarão para o evento sua infraestrutura (supercomputadores, base de dados, internet etc.).

Segundo os organizadores, a ideia é “tentar ajudar a sociedade, neste momento de crise, com as ferramentas científicas que nós, cientistas e tecnologistas, conhecemos e das quais dispomos, fazendo dessa iniciativa uma mobilização solidária da ciência e tecnologia a favor da vida”.

O apoio ao Hackocovid19 é do Núcleo de Inovação Tecnológica das Unidades de Pesquisas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no Rio de Janeiro (NIT-Rio).

Fonte: Núcleo Comunicação Social do CBPF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital