Leite condensado de babaçu Inovação

quarta-feira, 4 março 2020
(Foto: IFPI/Divulgação)

Alternativa para intolerantes à lactose foi desenvolvida por aluna do IFPI

A aluna Edna Maria Guedes Aguiar, concluinte do Curso de Tecnologia em Gastronomia do Campus Teresina Zona Sul do Instituto Federal do Piauí, sob orientação do professor Alessandro de Lima, desenvolveu o leite condensado de coco babaçu, como uma alternativa para as pessoas com intolerância à lactose e como uma inovação tecnológica para agregar valor a um produto piauiense.

“A intolerância à lactose acomete cerca de 70% da população adulta mundial, e a busca por alimentos sem esse açúcar naturalmente presente em todos os leites animais, serviu de inspiração para o desenvolvimento do leite vegetal a partir do resíduo de extração do azeite de coco babaçu extra virgem”, explicou Edna Maria, que já é Nutricionista e atua no desenvolvimento de receitas regionais para pessoas com restrição alimentar.

Parecido com o tradicional

No trabalho de conclusão de curso que resultou na inovação,  a aluna desenvolveu o leite de coco babaçu, e em seguida desenvolveu quatro formulações de leite condensado de babaçu até que conseguisse obter uma formulação que possuísse características de textura e aparência e sabor próximas  ao leite condensado tradicional.

O novo produto formulado foi testado e bem avaliado na formulação de receitas como pudim e recheios e coberturas para bolos. O trabalho também realizou a composição em nutrientes e o produto se mostrou rico em proteínas equilibrado nos demais nutrientes, com valor energético total de 315 Kcal por 100 mL do produto.

(Fonte: IFPI)

2 respostas para “Leite condensado de babaçu”

  1. Edna disse:

    Gostei de ver o resultado de meu TCC publicado no Portal Nossa Ciência. A popularização da ciência é isso ai, compartilhar e torcer para que essa pesquisa tenha continuidade para que a população possa ser beneficiada com os resultados.

  2. Edenilton de Souza disse:

    Quero saber sobre esse leite condensado de côco de babaçu, pra eu ver se posso comprar, pra usar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital