Novo equipamento pode ajudar em treinamento para intubação Saúde

sexta-feira, 2 abril 2021

Desenvolvido na Ufal, o laringoscópio está sendo avaliado para utilização em pacientes com Covid-19

O Laboratório de Computação Científica e Visualização (LCCV) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em parceria com o Laboratório de Fabricação Digital (Fab Lab), produziu 22 lâminas, que permitem a visualização em 3D para laringoscópios. Esse equipamento vai contribuir com o treinamento de profissionais da Saúde que realizam a intubação em pacientes com covid-19. A visualização é importante para garantir um processo com o menor desconforto possível para o paciente.

O professor Adeildo Júnior é o coordenador de pesquisas e novas fronteiras do LCCV e informa que os equipamentos já estão prontos para a distribuição. “Os recursos para esse projeto foram financiados por dois projetos, um da Ufal junto ao MEC e outro em convênio com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas. Por enquanto, os equipamentos só serão utilizados nos treinamentos”, destacou o pesquisador.

O desenvolvimento dos laringoscópios faz parte do projeto de extensão do LCCV para auxiliar o combate à pandemia de covid-19, que inclui uma série de atividades e produção de materiais. “Para que esses equipamentos possam ser utilizados diretamente na intubação dos pacientes, precisamos melhorar o processo de esterilização e ter a autorização da Anvisa. Os equipamentos podem ser até utilizados em um só paciente e descartados, porque a produção tem baixo custo”, explicou o professor.

Adeildo Júnior informa que o projeto tem a consultoria e a participação de vários médicos, entre eles Manoel Álvaro, do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU) da Ufal, e Sandra Gico, do Instituto Saúde e Cidadania (Isac). A médica vai contribuir também na distribuição dos equipamentos para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). “A diretora-médica foi diversas vezes ao nosso laboratório com a equipe dela para aprimorarmos o modelo da lâmina do laringoscópio”, ressaltou o coordenador do LCCV.

Fonte: Ascom da Ufal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital