Produção da pós-graduação da UFBA sobre Covid-19 Pesquisa

sexta-feira, 2 julho 2021
Ação de atenção à população de rua desenvolvida por grupo do Instituto de Saúde Coletiva.

Universidade desenvolve 163 projetos de pesquisa e extensão relacionados à pandemia

Diante das questões, incertezas e necessidades descortinadas pelo cenário da pandemia de Covid-19, os programas de pós-graduação da UFBA já deram início, até o momento, a 163 projetos de pesquisa e extensão, com temáticas relacionadas às demandas impostas pelo quadro de emergência sanitária. Trata-se de atividades em todas as áreas do conhecimento – que vão desde pesquisas aplicadas, produção bibliográfica, atendimento de saúde a ação social nas ruas para pessoas em vulnerabilidade – realizadas por docentes e estudantes.

De acordo com o pró-reitor de Ensino de Pós-Graduação e de Pesquisa, Criação e Inovação da UFBA, professor Sérgio Luís Costa Ferreira, “apesar das intempéries, os programas de pós-graduação da UFBA continuam firmes e coesos, como pode ser observado pelo quantitativo de projetos que estão sendo desenvolvidos no tema Covid, nestes tempos tão difíceis”. Os impactos positivos desse período para a pós-graduação estão descritos no relatório “Impacto da Pandemia da Corona Vírus no Ensino de Pós-Graduação da Universidade Federal da Bahia“, divulgado no final do mês de maio, pelas pró-reitorias de Ensino de Pós-Graduação e de Pesquisa, Criação e Inovação.

Pró-reitor Sérgio Ferreira: “apesar das intempéries, os programas de Pós-Graduação da UFBA continuam firmes e coesos”.

A maioria das iniciativas surgiu na área de saúde, mas as áreas de ciências exatas, ciências humanas, letras e artes também se empenharam em buscar temáticas relacionadas à pandemia. Os projetos são desenvolvidos no âmbito de teses de doutorado, dissertações de mestrado, monografias de trabalhos de conclusão de cursos de graduação e iniciações científicas.

Esforço e represamento de pesquisas

Mesmo com as restrições para o desenvolvimento de trabalhos em campo, devido à necessidade de distanciamento físico e dificuldades em função dos fechamentos de laboratórios, no ano de 2020, foram defendidas 757 dissertações de mestrado e 398 teses de doutorado.  Os números apontam diminuição de 28,58% de defesas de dissertações e 22,72% de teses de doutorado, indicando certo represamento em relação aos dados de 2019. Contudo, o que foi efetivamente realizado nesse período de emergência revela o movimento de adaptação e esforços realizados pela pós-graduação, observa Ferreira, citando que “grande parte já alcançou resultados formais como artigos publicados e comunicações científicas em congressos nacionais e internacionais”.

O relatório traz ainda um levantamento realizado na base de dados da Web of Science no dia 24 de maio de 2021, demonstrando que a quantidade global de publicações da UFBA em periódicos acadêmicos em 2020 não foi impactada negativamente pela pandemia, alcançando 1.725 artigos – número superior aos 1.550 publicados em 2019. Em 2021, a quantidade de artigos publicados já se encontra em 593, até a data de realização da busca.

Quando se usa a palavra-chave “Covid” e endereço como “Brasil or Brazil”, o mesmo levantamento contabiliza um total de 3.854 documentos publicados e coloca a UFBA em 10º lugar, em termos de cooperação científica, com 115 artigos publicados com o tema, sendo 85 em 2020 e 30 em 2021. Esses 115 artigos já receberam 543 citações, perfazendo uma média 4,72 citações por artigo publicado, alcançando o índice H11.

Os dados contabilizados “mostram que a Universidade Federal da Bahia tem envidado esforços, no sentido de amenizar todos os problemas decorrentes da pandemia do coronavírus e que tem afetado o desenvolvimento das atividades acadêmicas e administrativas”, avalia o pró-reitor Sérgio Ferreira. É possível consultar produções que mostram a construção de conhecimento no curso da pandemia de Covid-19 no que diz respeito a aspectos biomédicos, clínico-assistenciais, epidemiológicos e sociais em https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32370 e https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32942 .

Fonte: Boletim Edgar Digital/UFBA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital