UFPB cria curso em Ciência de Dados para Negócios Educação

terça-feira, 9 março 2021
Prof. Aléssio Cavalcanti (esq.), coordenador do curso e Prof. Jailson de Oliveira (dir.), coordenador da Procuradoria Educacional da UFPB. Foto: Angélica Gouveia

Bacharelado é pioneiro no país; federal paraibana é a única a oferecer curso em ciência de dados

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) obteve autorização do Ministério da Educação (MEC) para oferecer um novo curso, pioneiro no Brasil entre as Instituições de Ensino Superior (IES), o Bacharelado em Ciência de Dados para Negócios (CDN), sediado no Campus I, em João Pessoa. O novo curso abrirá inicialmente 30 vagas, a serem ofertadas por meio do próximo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O curso nasce com a perspectiva inovadora de oferecer para a sociedade uma opção de formação superior que integra conhecimentos de Ciência de Dados e Economia, Administração e Finanças, sendo o primeiro do país com essa abordagem. O objetivo é formar um profissional capaz de propor e resolver problemas econômicos, administrativos e financeiros, tendo por base a estruturação, armazenamento e modelagem de dados, contribuindo para o conhecimento de fenômenos práticos no mundo de negócios e da esfera governamental.

O Prof. Aléssio Tony Cavalcanti de Almeida, do Departamento de Economia da UFPB e coordenador pró-tempore do curso, disse que a UFPB é a única instituição pública federal de ensino superior com oferta na área de Ciência de Dados. Além do curso de Ciência de Dados para Negócios, a UFPB também conta com o curso de graduação em Ciência de Dados e Inteligência Artificial, no Campus I – Mangabeira.

A natureza multidisciplinar do novo curso está ajustada às exigências do mercado de trabalho local, nacional e internacional. Segundo o docente, o curso formará um profissional diferenciado cujas competências são bastante demandadas. “Os alunos que tiverem essa formação de cientista de dados para negócios terão uma boa recepção no mercado. Hoje, há um volume de dados muito significativo e existe a necessidade de que as decisões sejam baseadas em boas evidências”, explicou o Prof. Aléssio Tony. Conforme Prof. Aléssio, a remuneração desse profissional gira hoje em torno de R$ 5 mil no mercado de trabalho.

O processo de autorização do curso pelo MEC durou, aproximadamente, dois meses, informou o Prof. Jailson Ribeiro de Oliveira, do Departamento de Engenharia de Produção e coordenador da Procuradoria Educacional da UFPB. A autorização do MEC se deu na quinta-feira passada.

“O curso está programado para ser disponibilizado à sociedade no próximo Sisu, pois o atual Sisu encerrou o processo de adesão das instituições no dia 23 de fevereiro”, esclareceu Prof. Jailson.

O curso terá duração de oito períodos (quatro anos) e funcionará no turno da tarde. Vinculado ao Centro de Ciênciass Sociais Aplicadas (CCSA) ele teve sua criação autorizada pela Resolução Nº 26/2020 do Conselho Universitário (Consuni) e o Projeto Pedagógico do Curso (PPC) foi aprovado pela Resolução Nº 37/2020 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe). Mais informações podem ser acessadas pela página do curso: www.ufpb.br/cdn.

De acordo com o sistema e-MEC, atualmente existem 42 cursos de graduação com cadastros ativos em Ciência de Dados no país. Destes cursos, 14 são bacharelados e 28 tecnológicos.

 
Figura: Frequência de cursos ativos em Ciência de Dados por Categoria Administrativa da IES.
Fonte: Elaboração própria a partir dos dados do e-MEC em 08 mar. 2021

Fonte: Ascom da UFPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital