Ceará da ciência SCIARÁ

quarta-feira, 24 janeiro 2018
O lema da Seara da Ciência é "proibido não mexer", um incentivo à curiosidade e à interação dos visitantes com o espaço. (Foto: Giselle Soares)

Estado do Ceará concentra o maior número de museus e centros de ciências acessíveis do Nordeste

Em dezembro de 2017, a Fundação Cecierj, a RedPOP e a Fiocruz lançaram o primeiro Guia de Museus e Centros de Ciências Acessíveis da América Latina e do Caribe. A publicação contabilizou  110 espaços científico-culturais que se dedicam à popularização da ciência e tecnologia de dez países da América Latina e do Caribe.  Desses, 69 localizam-se no Brasil, sendo 14 no Nordeste. O Ceará tem quatro espaços citados na lista: Planetário de Sobral, Museu do Eclipse,  Capela da Ciência e Seara da Ciência.

Para a pesquisa foi feito um levantamento com mais de 400 espaços, que responderam a um questionário on-line com perguntas abertas e fechadas sobre acessibilidade física, do local e do entorno, visual, auditiva e intelectual.

Museus acessíveis 

A Seara da Ciência é o espaço de divulgação científica e tecnológica da Universidade Federal do Ceará. Fundada em 1999, por um grupo de professores da UFC, a Seara visa estimular a curiosidade por ciência, cultura e tecnologia através de conexões com a vida cotidiana e da interdisciplinaridade. Entre as ações desenvolvidas, destacam-se as visitas ao salão de exposições, os cursos básicos, cursos de férias, peças teatrais e vídeos de divulgação científica.

Museu do Eclipse e Planetário de Sobral. (Foto: Divulgação)

Localizada em Sobral, a Capela da Ciência é um equipamento de difusão e popularização de ciência e tecnologia ligado à Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). A instituição organiza oficinas para professores de Ciências Naturais das escolas públicas de Sobral e região norte do Ceará e desenvolve kits de experimentos direcionados ao aprendizado de assuntos teóricos ensinados nas disciplinas de Biologia, Física e Química.

O Museu do Eclipse também está localizado em Sobral, cidade onde foram feitas  observações da expedição britânica durante o eclipse solar de 1919, fundamentais para a comprovação da Teoria Geral da Relatividade, de Albert Einstein. O museu foi fundado em 1999, pela Prefeitura Municipal de Sobral, para celebrar os 80 anos da expedição. A exposição permanente inclui painéis contendo mapas e fotos de Sobral na época do eclipse, dos integrantes das expedições brasileira e estrangeira que estiveram na cidade e instrumentos utilizados pelos cientistas.

O Planetário de Sobral permite uma observação simulada do céu de qualquer região da Terra.  Localiza-se na Praça Osvaldo Rangel, no  Centro de Sobral.

Para conhecer a lista completa de museus e centros de ciência acessíveis, clique aqui 

A coluna SCIARÁ de Giselle Soares é atualizada semanalmente. Leia, opine, compartilhe, curta. Use a hashtag #Sciará. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia).

Se você não viu a coluna anterior, leia agora. 

Giselle Soares

Os comentários estão desativados.

Site desenvolvido pela Interativa Digital