Podcast Ciência Nordestina Ciência Nordestina

terça-feira, 2 julho 2019

De olho nas tendências da comunicação, coluna entra em nova fase e será lançada em podcast. Resistência bacteriana será tema de estreia

Fazer divulgação científica não é fácil! A ampliação do público leitor requer uma pauta atrativa que mantenha o interesse de todos. E falar de ciência não é simples. Textos de divulgação não podem cair na tentação dos dificílimos termos técnicos ou das longas divagações. O desafio é fazer os leitores chegarem ao final do texto e digerirem os mesmos com a mesma naturalidade que se faz ao curtir fotos nas redes sociais. Há um agravante neste processo, que foi incluído com a geração de 155 caracteres: há uma grande parcela dos leitores que se concentra no título e nas “meta descriptions”. Ao passar deste limitado espaço, o texto já corre o risco de estar além do foco de muitos leitores.

As novas ferramentas de divulgação científica precisam considerar as tendências da comunicação. Já é largamente assumido que a mente geralmente está livre enquanto os olhos estão ocupados. E também que dispomos de preciosos minutos ociosos no trânsito, na caminhada, na academia…

Baseado nesta tendência, lançaremos no dia 09 de julho o nosso primeiro programa de podcast do Ciência Nordestina, que tratará da resistência bacteriana. Receberemos o professor Mateus Matiuzzi da Univasf em uma conversa imperdível sobre um tema muito discutido nesta coluna.

Mais detalhes?

Acesse a chamada do programa disponível no Spotify

Siga nosso podcast e acompanhe a nova fase da coluna Ciência Nordestina.

A coluna Ciência Nordestina é atualizada às terças-feiras. Leia, opine, compartilhe e curta. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br). Use a hashtag CiênciaNordestina.

Leia o texto anterior: Canudos e a Universidade – parte 2

Helinando Oliveira é Professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) desde 2004 e coordenador do Laboratório de Espectroscopia de Impedância e Materiais Orgânicos (LEIMO).

Helinando Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital