Promovendo a extensão empreendedora Empreendedorismo Inovador

quarta-feira, 5 setembro 2018
Gláucio Brandão e os alunos da Escola Estadual Professor Francisco Barbosa.

O professor Gláucio Brandão fala de uma proposta geradora de oportunidades e da importância da experiência 'fazer para aprender'

Falam por aí que a segunda melhor forma de se aprender algo está no ato de fazer. Concordo! Então, no dia 02/08/2018, a professora Pollianna Torres da Escola Estadual Professor Francisco Barbosa (EEPFB) de São José de Mipibu (RN), aluna de nosso programa de Mestrado Profissional em Ciência Tecnologia e Inovação(MPI), coordenou a oficina “Construindo um Departamento de Marketing Inovador”. A oficina foi executada na inPACTA, incubadora da Escola de Ciências e Tecnologia da UFRN e eu, claro, estive lá para aprender!

Esta ação inicial está catapultando um projeto de extensão desenvolvido pelo binômio inPACTA-MPI de nome “Escola 3.0: Geradora de Oportunidades”, objeto de dissertação da professora, o qual visa fazer incursões em escolas do ensino médio da rede pública potiguar, Municipais e Estaduais, mostrando o que entendemos por Empreendedorismo Inovador.

A professora Pollianna ‘professorando’ o Empreendedorismo Inovador.

Nossa expectativa inicial era a de atender uma escola por mês. Entretanto, dada à demanda estimulada quase que por acaso pela professora Pollianna – a jovem propedeuta empreendeu no que viu e inovou no que não viu, a inPACTA está se preparando para expandir a ação para duas escolas por mês, ou mais! Nossa missão principal é incutir na galera dos 16, 15, 14, 13 anos … (e descendo), de que o mundo, a empregabilidade, o grau de ocupação deles dependerá, imaginem só, deles mesmos. E cabe a nós, instituição de ensino, orientar isso de forma metodológica, apresentando ferramentas que viabilizem o sucesso, ou diminuam a probabilidade de fracasso, sendo mais contundente.

A oficina foi realizada em formato de maratona, ou Hackathon . Nela os alunos definiram, o Departamento de Marketing e suas subseções, criaram um produto analisando aspectos como: inovação, viabilidade, oportunidades e ameaças, slogan e clientes. Utilizaram ainda a técnica Kanban para o acompanhamento do fluxo de produção e execução de suas tarefas, conseguindo resolver problemas, fomentar a criatividade, experimentando novas ideias e desenvolvendo habilidades e técnicas inovadoras. Ao final do hackathon, os seis times, ou melhor startups, apresentaram em formato de Picth suas produções para uma banca avaliadora, composta por professores e alunos da Escola de Ciência e Tecnologia (ECT-UFRN). A equipe vencedora obteve o direito de confeccionar seu produto na Dolores, impressora 3D da inPACTA.

A impressora 3D Dolores trabalhando!

O saldo: os alunos ficaram maravilhados, não porque achamos isto, mais porque colhemos dados de um questionário aplicado posteriormente. Observou-se a empolgação de todos os times e o comprometimento na realização de todas as atividades. Essas capacitações têm o objetivo de estimular talentos na escola, promovendo uma educação empreendedora, além de aproximar a Universidade desses alunos, tão carentes de ações pragmáticas de apoio a seu crescimento pessoal e profissional.

Resultado: dia 20/09/2018 será realizada a segunda oficina. Essa, entretanto, será em um laboratório de informática da ECT-UFRN, na qual os alunos manipularão os softwares de gestão de projetos e de comunicação empresarial. É fazer para aprender!

Já fechando o texto, para não deixar em aberto, explico qual a melhor forma de aprender: o ato de ensinar! Pelos feedbacks que recebemos, constatamos que os alunos aprenderam bastante. Imaginem nós, que (pensamos que) ensinamos?

Bom ensino para todos!

A coluna Empreendedorismo Inovador é atualizada às quartas-feiras. Gostou da coluna? Do assunto? Quer sugerir algum tema? Queremos saber sua opinião. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br). Use a hashtag #EmpreendedorismoInovador.

Leia a edição anterior: Criando um Canvas inovador: o Empreendedorismo Inovador

Gláucio Brandão é gerente executivo da inPACTA, incubadora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

 

Gláucio Brandão

Uma resposta para “Promovendo a extensão empreendedora”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital