Transexualidade é tema de documentário premiado em festivais Diversidades

segunda-feira, 14 janeiro 2019

“Olhe pra mim de novo” foi filmado no Nordeste e conta a história de Sylvio Luccio, que nasceu mulher mas sempre se sentiu homem

Em nossas sociedades, que muitas vezes se recusam a ser plurais, questões de sexualidade e gênero ainda provocam estranhamentos, principalmente em relação às pessoas transgêneras, que são aquelas que não se adequam ao sexo dado biologicamente ou à designação social. O documentário Olhe pra mim  de novo, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, aborda justamente a história de um transexual: Sylvio Luccio, que vive no sertão brasileiro, no Ceará, e que, nascido mulher em uma família evangélica, sempre se sentiu homem, chegando inclusive a casar-se com uma mulher.

No documentário, Sylvio Luccio é filmado transitando por quatro cidades nordestinas: Juazeiro do Norte (CE), Caruaru (PE), Campina Grande (PB) e Currais Novos (RN). O professor Alexino Ferreira diz que o filme humaniza Luccio e leva à reflexão sobre o que é ser homem, o que é ser mulher e o que é estar no processo de transição.

Ouça a coluna e trechos do documentário:

A coluna Diversidades é atualizada às segundas-feiras. Ouça, opine, compartilhe e curta. Use a hashtag #Diversidades. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br).

Ouça a coluna anterior: Tributo ao jornalista e intelectual Hamilton Cardoso

Ricardo Alexino Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital