Maio, o mês do Cruzeiro #HojeÉDiadeCiência

sexta-feira, 4 maio 2018
Bandeira astronômica do Brasil (Google Imagens)

O Cruzeiro do Sul é uma constelação típica do fim do outono, e a melhor época para vê-la é o mês de maio. Esta é a ocasião em que o eixo maior da cruz está na vertical, como representado na bandeira do Brasil

O Cruzeiro do Sul é uma constelação típica do fim do outono. É a menor constelação de todo o firmamento, e nunca é visível acima dos 35 graus Norte de latitude (o que abrange todo o continente europeu e uma boa parte da América do Norte e Ásia). Mas é uma velha conhecida no hemisfério Sul, especialmente no Brasil, Austrália e Nova Zelândia, que a festejam em suas bandeiras nacionais.

A bandeira do Brasil, aliás, não exibe apenas o Cruzeiro. Desde que foi criada nela há também estrelas do Escorpião, Cão Maior, Cão Menor, Virgem, Triângulo Austral, Argus e Oitante. Com a inclusão de novos Estados, foram acrescentadas estrelas da constelação de Hidra Fêmea.

Algumas bandeiras com a Cruzeiro do Sul (da esquerda para a direita): Samoa, Nova Zelândia, Austrália, Brasil, Papua-Nova Guiné e Ilhas Cocos (Keeling)

Hoje há 27 estrelas de nove constelações diferentes na bandeira, uma para cada Estado mais o Distrito Federal. Destas, apenas três constelações são facilmente reconhecíveis no céu: o Escorpião, o Triângulo Austral e o Cruzeiro do Sul.

Guardas

Apesar da bandeira fazer uma referência ao céu de 15 de novembro de 1889, data da Proclamação da República, a melhor época para ver a constelação do Cruzeiro do Sul no céu é o mês de maio. Esta é a ocasião em que o eixo maior da cruz está na vertical, como representado na bandeira.

Contudo, o círculo central da bandeira do Brasil representa uma esfera celeste, o que significa que as estrelas estão espelhadas em relação ao céu real. É como se a bandeira refletisse algumas constelações do céu.

Para encontrar o Cruzeiro do Sul é suficiente olhar o céu sobre o horizonte Sul por volta das 21 horas. Nesse horário, o Cruzeiro estará ligeiramente inclinado para o Leste no início de maio, ficando mais e mais na vertical à medida que o mês avança.

Proclamação da República de Benedito Calixto, 1893.

Duas estrelas muito brilhantes estão sempre à esquerda (ou à Leste) do Cruzeiro, como se formassem uma seta a indicar sua localização no céu. Não é à toa que elas são conhecidas como “Guardas do Cruzeiro”. Guie-se pelas “Guardas” para não confundir o Cruzeiro com outra constelação.

Estrelas

O Cruzeiro do Sul é formado por quatro estrelas brilhantes. No pé da cruz está a estrela Alfa da constelação, chamada Acrux. Vista através de um telescópio possante, Acrux revela um segredo: na verdade são duas estrelas, uma girando em volta da outra! Cada uma delas tem cerca de uma vez e meia o tamanho do Sol. Na bandeira do Brasil, Acrux representa o Estado de São Paulo.

A segunda estrela mais brilhante (Beta) está no braço esquerdo da cruz e recebe o carinhoso nome de Mimosa. Mas não se engane, ela é uma gigante azul com quase cinco vezes o diâmetro do Sol. Se todas as estrelas do Cruzeiro estivessem a mesma distância de nós, seria Mimosa a mais brilhante delas. Na bandeira, a estrela Beta do Cruzeiro do Sul representa o Rio de Janeiro.

Estrelas na bandeira do Brasil. (Google Imagens).

 

Gama do Cruzeiro está no topo da cruz e chama-se Gacrux. Delta fica no braço Oeste e seu nome é Pálida. Na bandeira, Gacrux e Pálida representam, respectivamente, Bahia e Minas Gerais.

Com algum esforço podemos ver uma quinta estrela entre Acrux e Pálida, que na bandeira do Brasil está representando o Espírito Santo. Ela não ajuda no reconhecimento de uma cruz, mas também não atrapalha. Talvez por isso tenha sido chamada simplesmente de Intrometida.

Gostou da coluna? Do assunto? Quer sugerir algum tema? Queremos saber sua opinião. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br). Use a hashtag #HojeeDiadeCiencia.

Leia o texto anterior: Mira, a maravilhosa, do mesmo autor.

José Roberto de Vasconcelos Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital