Na contra mão dos direitos humanos Diversidades

segunda-feira, 8 julho 2019

Brasil é dos mais violentos contra ativistas sociais e dos direitos humanos

Conforme dados da Anistia Internacional, nos últimos cinco anos foram assassinados cerca de 194 ativistas sociais. De janeiro a março de 2018, foram contabilizadas mortes, por encomenda, de 12 líderes sociais, o que indica um aumento desse tipo de crime.

O professor Ricardo Alexino Ferreira destaca as estatísticas nacionais publicadas pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que revelaram que 61.619 pessoas foram mortas em 2016, superando muitas mortes de países em guerra.

O relatório ainda afirma que as políticas de segurança pública no Brasil continuam a se basear em intervenções policiais altamente militarizadas, motivadas, principalmente, pela chamada política de guerra às drogas.

Ouça a coluna:

Crédito: Rádio USP

A coluna Diversidades é atualizada às segundas-feiras. Ouça, opine, compartilhe e curta. Use a hashtag #Diversidades. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br).

Ouça a coluna anterior: Brasil sofre de amnésia cultural e histórica

Ricardo Alexino Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital