Santo de casa faz milagre? SCIARÁ

quarta-feira, 29 agosto 2018

Seara da Ciência lança coleção de vídeos sobre pesquisadores que contribuíram para o desenvolvimento do Ceará

Você provavelmente já escutou a expressão “Santo de casa não faz milagre”, uma referência às muitas vezes que não valorizamos o que temos perto. Foi a partir dessa expressão que a equipe da Seara da Ciência desenvolveu a coleção de vídeos “Santo de Casa”: cinco DVDS que visam divulgar o trabalho de pesquisadores que contribuíram para o desenvolvimento do Estado e para melhorar as condições de vida dos cearenses. São eles:

Rodolpho Teófilo

Nascido em Salvador (BA) em 1953, mudou-se para o Ceará ainda criança. Declarava-se “cearense por opção”. Formou-se em Farmácia pela Faculdade de Medicina da Bahia em 1875. Autor de diversas obras literárias, como “A fome”, romance que introduziu o Naturalismo no Ceará, contribuiu de forma pioneira com a erradicação da varíola no Ceará. Montado em um cavalo, visitava sozinho bairros pobres de Fortaleza durante os primeiros anos do século XX. Na coleção, a vida de Rodolpho é comentada pelo jornalista Lira Neto, autor da biografia “O Poder e a Peste”.

Abreu Matos

Francisco José de Abreu Matos nasceu em Fortaleza, em 1924 e se formou em Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Odontologia do Ceará em 1945. Criou, em 1983, o projeto Farmácias Vivas, programa de assistência social farmacêutica baseado no emprego de plantas medicinais, hoje presente em todo o País.

Detalhe das capas dos DVDs da coleção desenvolvida pela equipe da Seara da Ciência. Foto: Divulgação.

Marlúcia Santiago

Nascida em Limoeiro do Norte, é física e professora da Universidade Federal do Ceará. Em suas pesquisas, estuda as reservas de água do Nordeste, como se distribuem, qual a idade das águas subterrâneas e como os aquíferos se interligam. Foi agraciada com a comenda “Amigo das Águas” pela Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS) pelos relevantes trabalhos realizados. Em 2017, ela foi entrevistada pela coluna: Marlúcia Santiago: amiga da água.

Miguel Cunha Filho

Nasceu em Fortaleza, em 1914 e se formou em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Bahia. Foi professor de Química da antiga Escola de Engenharia da Universidade do Ceará (EEUC).  Tataraneto do Barão de Aquiraz incentivou a formação de talentos cearenses em diversas áreas de conhecimento.

Expedito Parente

Formado em Engenharia Química pela UFC, dedicou-se à pesquisa de produção de álcool combustível como alternativa à gasolina. Como resultado de suas pesquisas, consta a produção de biodiesel a partir de sementes oleaginosas.

Todos os vídeos podem ser assistidos online, no Youtube:

Rodolfo Teófilo

Abreu Matos

Marlúcia Santiago

Miguel Cunha

Expedito Parente

Para saber mais:

Barão de Aquiraz

Leia o artigo do professor Marcus Vale sobre Rodolpho Teófilo no jornal O POVO.

Acesse a dissertação de mestrado “Francisco José de Abreu Matos: Vida Escola, Ensino, Pesquisa e Extensão em Fatos, Documentos e Fotos”, de Karina Martins Marques.

Leia a matéria Senhor da casa-grande, sobre Miguel Cunha Filho, publicada no jornal O POVO.

Leia o obituário de Expedito Parante, publicado na Folha de São Paulo.

A coluna SCIARÁ de Giselle Soares é atualizada semanalmente. Leia, opine, compartilhe, curta. Use a hashtag #Sciará. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia).

Leia o texto anterior: A um passo da geração 5G

Giselle Soares é jornalista, graduada pela Universidade Federal do Ceará, com especialização em Jornalismo Científico pela mesma instituição e Mestrado em Divulgação Científica e Cultural pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da Unicamp.

 

 

Giselle Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital