Nossa Ciência em debate Especial

segunda-feira, 1 julho 2019

Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico serão comemorados com palestra sobre os rumos da pesquisa brasileira diante dos cortes

Por acreditar que é fundamental celebrar o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, comemorado em 8 de julho, o portal Nossa Ciência inaugura a série de encontros Nossa Ciência em Debate com a palestra “Os rumos da ciência na era do contingenciamento”. O objetivo é colocar em discussão a situação da ciência e dos pesquisadores brasileiros e refletir sobre os cortes na educação e no sistema de ciência, tecnologia e inovação. Será na próxima segunda (8), a partir das 8 horas, na Una Casa, em Natal (RN).

A palestrante convidada é a professora Ângela Paiva Cruz, ex-reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) nos períodos de 2011 a 2015 e de 2015 a 2019. Em sua bagagem acadêmica e administrativa ela registra a formação em Matemática pela UFRN, possui mestrado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorado em Educação pela UFRN. Ela atuou na Presidência do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) e na Presidência da Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES). Atualmente é Assessora do Gabinete do Reitor Daniel Diniz da UFRN.

Durante o evento, Ângela Paiva vai colocar em debate os rumos possíveis para se continuar a fazer ciência no Brasil e o que falta para a sociedade enxergar ciência como investimento e não como gasto. Ainda segundo ela, a expectativa para o encontro é muito boa. “Será uma oportunidade para parabenizar os pesquisadores científicos pelo compromisso com a sociedade de construir conhecimento e formar recursos humanos para a pesquisa e inovação, que irão garantir desenvolvimento e soberania para o país”, destaca a professora.

Ciência ameaçada

De acordo com Vanderlan Bolzani, professora titular do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e membro da Academia Brasileira de Ciências, a ciência produzida em áreas estratégicas para o nosso desenvolvimento econômico e social, nos últimos 70 anos, destacou o Brasil dentre os países emergentes. Ela acredita que promover o debate sobre o cenário nacional da ciência, tecnologia e inovação não só é oportuno quanto necessário.

“Hoje, a ciência brasileira nunca esteve tão ameaçada! O contingenciamento de 42% ou R$ 2,132 bilhões bloqueados de cerca de R$ 5,079 bilhões previstos para a ciência em 2019, ditada pelo atual governo compromete drasticamente as pesquisas cientificas e a base para muita inovação industrial, nos colocando na contramão do mundo atual. Pesquisa científica e tecnológica andam de mãos dadas e é binômio de soberania e poder das nações soberanas”, afirma Bolzani.

Ainda segundo ela, pesquisa de excelência é cara. “Aportes financeiros e o trabalho incansável de cientistas, políticos, empresários e muitos brasileiros incríveis que acreditaram e acreditam no conhecimento como instrumento poderoso de mudança econômica e social nos colocam na agenda global internacional”, ressalta.

Vagas limitadas. Inscreva-se já.

Nossa Ciência em Debate

Palestra: “Os rumos da ciência na era do contingenciamento”

Data: dia 8 de julho de 2019

Horário: 8 horas

Local: Una Casa – Ponta Negra – Natal

Edna Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital