Luiz Gama: um herói negro na história do Brasil Diversidades

segunda-feira, 1 outubro 2018

Alexino Ferreira observa que “negros, indígenas e mulheres são deixados de lado como sujeitos dos processos históricos”

Na coluna Diversidades dessa semana, o professor Ricardo Alexino Ferreira fala sobre a figura do abolicionista Luiz Gama, “bastante injustiçado na história do Brasil”, ainda que tenha sido responsável pela abolição de mais de 500 pessoas escravizadas na segunda metade do século 19. Essa injustiça foi corrigida, porém, pois esse ano Gama foi homenageado por meio de dois projetos de lei que o elevaram ao status de Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil e inseriram seu nome no Livro dos Heróis da Pátria.

Para Alexino Ferreira, esse ato contribui para o resgate da memória negra e denuncia o racismo no Brasil. “Reconhecer que a história do Brasil é feita não somente por homens brancos, mas também por outros grupos étnicos, é um avanço, uma conquista principalmente dos movimentos sociais”. Ele lembra que a história brasileira, até aqui, tem sido contada sob a ótica do colonizador.

Ouça a coluna:

A coluna Diversidades é atualizada às segundas-feiras. Ouça, opine, compartilhe e curta. Use a hashtag #Diversidades. Estamos no Facebook (nossaciencia), Twitter (nossaciencia), Instagram (nossaciencia) e temos email (redacao@nossaciencia.com.br).

Ouça a coluna anterior: As terminologias étnicas e os direitos da diversidade

Ricardo Alexino Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site desenvolvido pela Interativa Digital